Lubrifil – Não Cometa Esses Erros

Lubrifil é um componente presente nas mais diversas aplicações de ar comprimido.

Desde aplicações industriais complexas à borracharia do seu bairro você vai encontrar o famoso conjunto Lubrifil.

Apesar de seu uso ser muito simples, há erros que deve ser evitados para um perfeito funcionamento.

Lubrifil

Se você quer saber como usar corretamente o seu lubrifil, leia até o final.

Antes vamos falar o que é e para que serve o Lubrifil.

LUBRIFIL – O QUE É?

Decidi escrever esse artigo após receber uma ligação de um cliente que precisava instalar um sistema de regulagem de pressão nos seus distribuidores de ar comprimido.

A aplicação era bem simples e os distribuidores geravam ar apenas para ferramentas como lixadeiras, esmerilhadeiras e desincrustadores pneumáticos sendo fornecidos por um equipamento como esse da foto abaixo:

Essas ferramentas funcionaram por anos sem um sistema de regulagem de pressão e acabou acarretando em um acidente.

Um Lubrifil é um componente composto por Filtro de Ar, Regulador de Pressão e Lubrificador.

Cada um desses itens tem uma função, que intuitivamente, pelo nome você deduz a finalidade:

Filtro: Responsável por fornecer o ar sem partículas sólidas. O mais comum filtra partículas de até 40 micras.

Na SMC, os filtros removem partículas de até 5 micras.

Regulador de Pressão: Esse cara é essencial em TODO fornecimento de ar comprimido.

Cada máquina, cada ferramenta pneumática, cada cilindro pneumático, funciona e é dimensionado para ser utilizada em determinada pressão.

E o componente mais básico capaz de controlar a pressão é o regulador.

Lubrificador: Mantém o sistema lubrificado de acordo com a necessidade, podendo ser regulada para liberar mais ou menos óleo.

ERROS BÁSICOS QUE VOCÊ NÃO VAI COMETER

#1 – Usar ferramentas pneumáticas sem regulador de pressão;

Explico: Toda ferramenta possui nas suas especificações técnicas informações como:

  • Vazão necessária;
  • Pressão de trabalho;
  • RPM
  • Potência

Segue modelo da Lixadeira Pneumática do Fabricante Puma:

Mas o que você quer dizer com isso?

Percebe que a pressão exigida pela ferramenta é de 100 psi, certo?

Se você não tem um regulador, é possível que a pressão da linha chegue a 160 psi, ou até mais.

Se você diminui a pressão do ar, a ferramenta vai trabalhar com rotação abaixo do esperado, ficando mais lenta.

Se a pressão está muito acima do recomendado pelo fabricante, é muito grande a chance de que em algum momento o disco da lixadeira se rompa, causando acidente com consequências terríveis.

O dano físico em um operador pode ser irreversível numa situação como essa.

#2 – Usar o Lubrifil para fornecer Ar Seco;

O filtro, responsável por eliminar impurezas do ar comprimido, tem seu elemento projetado apenas para partículas sólidas.

É fato que ele, ao receber o ar cheio de aguá, vai drenar aquela água por gravidade.

A maioria dos modelos tem um dispositivo de dreno, seja automático ou manual.

Porém, não é a função dele e mais, prejudica muito o seu correto funcionamento.

O elemento filtrante a entrar em contato com toda água da linha, fica completamente molhado, eliminando a sua capacidade de reter as partículas sólidas.

Portanto, se o seu problema for muita água na rede de ar comprimido, procure um filtro coalescente com a função especifica de separar o condensado do ar, antes que ele entre no filtro e o mate.

Os danos causados pelo mau uso citado acima é infinitamente menor e só vai doer no seu bolso, pois com o passar do tempo a grande quantidade de impureza dentro da sua ferramenta vai lhe trazer necessidades de manutenção.

Nesse caso, vai gastar com o reparo e talvez com a produtividade – caso não tenha uma ferramenta reserva.

#3 – Não trocar o elemento filtrante no prazo correto;

Cara, incontáveis vezes eu vi lubrifil apenas como peças decorativas nas fábricas por onde passei.

Pouca coisa pode te prejudicar tanto quando olhamos para pneumática.

Exagero?

Então pensa comigo:

  • Aquela válvula que ta travando;
  • Aquele cilindro que ta vazando;
  • Aquele manômetro que parou de medir;
  • Aquele compressor que não entra em descanso;

Tudo isso pode ser facilmente evitado mantendo seu sistema de tratamento de ar com a manutenção em dia.

Quando o elemento filtrante satura, ele perde a capacidade de reter a sujeira presente no ar, e adivinha pra onde vai essa sujeira?

 Todo sistema passa a receber grãos, poeira, ferrugem e quando somado a água vira uma verdadeira lama. 

Além disso, a pressão na linha tende a cair. O operador atento à queda, vai no regulador e aumenta a pressão para compensar.

Com isso o compressor passa a trabalhar mais para suprir aquele aumento.

Então fica esperto: a recomendação de troca dos elementos, nos filtros que trabalho, SMC, são de 1 ano de uso ou queda de pressão de 1 bar na linha, o que acontecer primeiro.

Só para fins de comparação e clarear mais o seu custo-benefício:

Você não vai encontrar um cilindro, uma válvula ou uma ferramenta de qualidade por menos de R$ 100;

Um elemento filtrante de um Lubrifil de 1/2″ ta saindo na faixa de R$ 60.

Será que vale a pena cuidar da prevenção ?

#4 – Comprar o Lubrifil de baixa qualidade;

Aqui é um erro para algumas aplicações, mas confesso que não para todas. Quando se tem uma aplicação de grande porte, com manutenções periódicas e alto volume consumido, convém trabalhar com fabricantes de 1° linha e com canal de distribuição no Brasil.

Posso te garantir que reduz a necessidade de manutenção;

Além disso, o fabricante oferece garantia de 1 ano e em caso de reposição de componentes danificado ou troca de elementos filtrantes, você terá o suporte necessário, em tempo oportuno.

Você terá ainda a certeza de cumprimento de todas as normas internacionais referentes à  qualidade.

#5 – Não dimensionar corretamente o Lubrifil;

Antes de comprar o lubrifil, solicite ao consultor que te atende, um catálogo para verificação de vazão.

Essa é etapa é necessária para que você não sofra de falta de ar ou compre algo maior (e mais caro) do que você necessita.

Verifique a vazão necessária para o seu trabalho e compare com o que o equipamento vai te fornecer.

Quando atendo clientes com essa necessidade, eu mesmo faço esse levantamento para oferecer a solução ideal.

A partir de agora você está apto a usar da melhor forma seu conjunto lubrifil.

Caso tenha alguma dúvida, pode ficar a vontade para deixar seu comentário ou nos procurar na redes sociais nos links abaixo.